A empresa pode descontar do seu salário por causa da greve dos caminhoneiros?

Descubra se a empresa pode descontar do seu salário as faltas e atrasos causados pelos transtornos da greve

Embora o reabastecimento de gasolina já aconteça nas grandes cidades do país, muitos trabalhadores ainda sofrem com transtornos provocados pela greve dos caminhoneiros. Nesta situação, muita gente ficou em dúvida: a empresa onde trabalho pode descontar do meu salário os dias em que não consegui chegar ou as horas que me atrasei por conta da greve?

Em entrevista à Exame, o advogado Roberto Baronian, respondeu a essa pergunta: “Prevalece no Direito do Trabalho o princípio segundo o qual os riscos do empreendimento recaem sobre o empregador, não podendo eles serem transferidos aos empregados”.

Em outras palavras, se a greve impediu sua ida ao trabalho ou causou atrasos, isso não pode afetar seu salário.

Horas devem ser compensadas

O trabalhador, no entanto, deve ficar atento! Segundo regra prevista na CLT, a menos que seu patrão abra mão, você precisa entrar em acordo com a empresa para compensar as horas não trabalhadas nos próximos 45 dias: “A compensação também poderá ser estabelecida em acordo coletivo de trabalho, ou mesmo através de Banco de Horas, a quem já tiver esta modalidade de compensação pactuada”, explica Baronian.

Gostou das dicas? Compartilhe!

Procurando oportunidades? Acesse o RIOVAGAS