Prefeitura do Rio prevê geração de 35 mil empregos com recursos da privatização da CEDAE

Segundo o plano divulgado,  geração de 34,8 mil empregos diretos e indiretos, nos próximos anos.

A Prefeitura do Rio anunciou o plano de utilização dos recursos obtidos com a concessão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (CEDAE), pelos quais serão aplicados na cidade mais de R$5,4 bilhões nos próximos 4 anos.

Com o investimento, a expectativa é de geração de 34,8 mil empregos diretos e indiretos em diversas áreas, como sustentabilidade e o saneamento básico.

A maior parte do investimento será direcionada para ações sociais e de infraestrutura (R$ 1,4 bilhão), saúde (R$ 1,1 bilhão) e educação (R$ 1,67 bilhão). O restante dos recursos será aplicado em projetos para alavancar novas economias (R$ 950 milhões) e em desenvolvimento urbano (R$ 300 milhões).

– Este plano vai, com esses recursos extraordinários da concessão da Cedae, resolver algumas das questões que mais afligem a população. Nada me emociona mais nesse processo do que poder investir R$ 1,1 bilhão para, num período de 18 meses, zerar a fila do SISREG e trazer dignidade para o carioca. Para as pessoas que buscam um exame ou uma cirurgia e não conseguem, eu quero dar essa boa notícia de que vamos fazer com que a vida dela volte à normalidade, com um atendimento adequado de saúde – afirmou o prefeito Eduardo Paes, segundo o site da Prefeitura do Rio.

A elaboração do plano, denominado Rio Futuro, foi liderada pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento com base em três eixos fundamentais: ações de promoção do saneamento, combate à desigualdade social e à extrema pobreza; promoção de moradia, trabalho e reforço escolar; e  promoção da educação para competências digitais, agenda verde e economia do futuro.

Os projetos poderão ser acompanhados pelo site: participa.rio/riofuturo.

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro.