Notícias: empresa rastreia 60 milhões de celulares no Brasil e outros destaques

Todos os dias, os editores do RIOVAGAS selecionam notícias em destaque para manter você atualizado

Empresa rastreia 60 milhões de celulares no Brasil e MP quer saber por que

Tecnologia

A Comissão de Proteção de Dados Pessoais do MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios) instaurou um inquérito para investigar a obtenção de dados pessoais de 60 milhões de celulares brasileiros pela empresa In Loco Tecnologia da Informação. A startup pernambucana desenvolveu um sistema de geolocalização de ambientes internos e externos que chega a ser 30 vezes mais exato que o GPS.

A In Loco afirmou rastrear os celulares seguindo os passos do consumidor depois que ele interage com uma publicidade digital. A tecnologia, com precisão que varia de um a dois metros, contaria com uma rede de mais de 500 aplicativos parceiros. Ao baixar esses aplicativos, o usuário permite o rastreamento em tempo integral de suas atividades e localização. Entre os aplicativos estão o Buscapé e a Turma da Galinha Pintadinha.

O inquérito do MPDFT leva em consideração a regulamentação do Marco Civil da Internet, que considera como dado pessoal a localização ou identificadores eletrônicos quando estiverem relacionados a uma pessoa. (Fonte)

Brasil fica em 79°lugar em ranking global de desenvolvimento

Desenvolvimento

O Brasil ficou estagnado no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Medido anualmente, o IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvido o país – e tem como base indicadores de saúde, educação e renda. Neste ano, o Brasil alcançou o IDH de 0,759.

O Pnud também avaliou, em 151 países, o IDH “ajustado às desigualdades”. Este índice mede a perda do desenvolvimento humano devido à distribuição desigual dos ganhos do IDH. Quando esse índice é avaliado, o Brasil perde 17 posições. (Fonte)

Setor de serviços cai 2,2% e tem pior julho desde 2011, aponta IBGE

Economia

O volume de serviços prestados no Brasil caiu 2,2% em julho na comparação com o junho, pior resultado para o mês desde 2011, quando teve inicio a série histórica do levantamento. É o que aponta a pesquisa de desempenho do setor divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado reforça a fraqueza do setor, que tem apresentado grande volatilidade desde a greve dos caminhoneiros (caiu 3,4% em maio e cresceu 4,8% em junho).

Resultados por atividades:
  • Transportes, armazenagem e correio: -4,0%
  • Serviços de informação e comunicação: -2,2%
  • Serviços profissionais e administrativos: -1,1%
  • Outros serviços: -3,2%
  • Serviços prestados às famílias: 3,1% (Fonte)
Cargos mais buscados

Recepcionista – Auxiliar ou Assistente Administrativo – Atendente – Auxiliar de Produção– Auxiliar de Serviços Gerais – Assistente ou Auxiliar de Departamento Pessoal – Técnico de Enfermagem – Gerente – Motorista – Secretária

Receba vagas e notícias diariamente em seu email