Notícias: desemprego entre jovens é maior e outros destaques

Todos os dias, os editores do RIOVAGAS selecionam notícias em destaque para manter você atualizado

Desemprego entre os jovens é superior à taxa geral, aponta IBGE

Economia l Brasil

Com o desemprego em alta, a falta de experiência faz com que os jovens sejam os que mais sofrem com o reduzido número de vagas. Dados do mercado de trabalho divulgados nesta quinta-feira (16/08) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, entre os trabalhadores entre 18 e 24 anos, a taxa de desemprego é mais que o dobro da taxa da população em geral. Enquanto a taxa geral ficou em 12,4% no segundo trimestre, entre os jovens esse percentual salta para 26,6%. Fonte.

Cresce número de brasileiros que pedem ajuda para voltar de Portugal

Economia l Brasil

Nos últimos cinco anos, o Programa de Apoio ao Retorno Voluntário e à Reintegração (Árvore), ligado à Organização Internacional para Migrações (OIM) e ao governo de Portugal, financiou a viagem de volta de 1.639 brasileiros. Apesar de corresponderem a 20% dos estrangeiros morando em Portugal, os brasileiros respondem por 86% dos pedidos de auxílio para voltar para casa. Após ter o benefício concedido, o imigrante fica impedido voltar a Portugal por 3 anos. O bom momento vivido por Portugal e a crise econômica brasileira, transformaram o país em uma especie de “terra prometida”, entretanto, por falta de planejamento e informação, muita gente não consegue se estabelecer e passa por dificuldades financeiras. Fonte.

Cientistas brasileiros usam acelerador de partículas para “fotografar” neurônios

Ciência

Pesquisa do LNBio (Laboratório Nacional de Biociências) conseguiu observar neurônios em 3D graças a microtomografias de raio X, feitas por um acelerador de partículas. O trabalho pode, no futuro, ajudar a entender o funcionamento de doenças e desenvolver tratamentos para males, como Parkinson e e Alzheimer. Fonte.

Dietas com pouco carboidrato e muita carne podem reduzir a expectativa de vida

Saúde

Resultados de uma pesquisa, publicada na revista médica The Lancet, colocam em dúvida a moda das dietas “paleo” ou “lowcarb”, que evitam os carboidratos em benefício das proteínas e gorduras animais. O estudo considera uma alimentação com poucos carboidratos aquela na qual estes proporcionam menos de 40%. Foram examinaram os históricos médicos de 15.500 pessoas com idades entre 45 e 64 anos, que responderam um questionário detalhando seus hábitos alimentares, entre 1987 e 1989. Ao longo de 25 anos, mais 6.000 deles faleceram. Os homens e mulheres que obtinham entre 50% e 55% de suas calorias dos carboidratos viveram em média quatro anos a mais que as pessoas com dietas reduzidas em carboidratos, e um ano a mais que aquelas com alimentação de índice elevado em carboidratos. Fonte.

 

Receba vagas e notícias diariamente em seu email