8 Perguntas comuns em entrevistas e quais respostas empregadores esperam ouvir

Confira 8 perguntas que costumam ser feitas em entrevistas de emprego

Muitos candidatos ficam nervosos nas entrevistas, mesmo preenchendo os requisitos da vaga, principalmente, por não saber o que a empresa perguntará e que tipo de resposta o recrutador deseja ouvir. Para ajudá-los a se preparar, separamos 8 perguntas muito comuns em processos seletivos e algumas dicas sobre a melhor forma de respondê-las, valorizando suas qualidades e qualificações.

1. “Pode me falar um pouco sobre você?”

O entrevistador pretende verificar qual visão você tem sobre si mesmo e suas competências. Seja objetivo e fale de qualificações, experiências profissionais ou mesmos hobbies e trabalhos voluntários relevantes ao cargo que pretende ocupar. Não invente nada. Mentir em processos seletivos é uma péssima prática, já que cedo ou tarde o empregador vai descobrir que você não fez aquele curso nem trabalho em tal empresa. Você não vai querer ficar marcado como mentiroso, não é mesmo?

2. “Quais são seus pontos fortes e fracos?”

Nesta pergunta, o objetivo é checar se você consegue fazer uma autoavaliação e também se os seus pontos a desenvolver e qualidades são compatíveis com o cargo. Mais uma vez: não invente. Fale das suas características reais. Um erro comum é se auto-elogiar de forma vazia, portanto, em vez de apena listar suas qualidades, mostre que você as possui. Por exemplo, se disser que tem capacidade de liderança, conte onde e como você exerceu essa capacidade. No caso dos seus pontos fracos, não deixe de comentar o que você tem feito e o que ainda pretende fazer para melhorá-los.

3. “Por que você quer trabalhar nesta empresa?”

Há basicamente dois objetivos nesta pergunta: primeiro, saber se o candidato pesquisou sobre a empresa; segundo, saber se seus valores são compatíveis com os da organização. Pesquise o que puder sobre a empresa e o mercado em que ela atua. Com essas informações, na entrevista, em vez de usar frases vazias, como “será uma honra trabalhar nessa grande empresa”, explique de maneira concreta como a  experiência de trabalhar na organização em questão irá contribuir para seu desenvolvimento profissional.

4.”Que experiência você possui nesse tipo de trabalho?”

O entrevistador quer saber se você realmente dará conta do recado. Relate sua trajetória profissional, destacando resultados conquistados de forma objetiva. Ressalte onde aplicou as habilidades pedidas para o cargo, mesmo que em trabalhos não remunerados. É importante demonstrar segurança e confiança nas suas habilidades.

5.”Por que deixou a empresa anterior?”

O objetivo aqui é saber como você se comporta quando algo sai errado. Seja breve e jamais fale mal do seu antigo empregador e colegas. Sua fala deve focar em como a saída da empresa lhe possibilita novas perspectivas e desafios.

6. “O que você fez enquanto ficou desempregado?”

Aqui você deve mostrar que fez mais do que procurar outro emprego. Mencione cursos, palestras, trabalhos voluntários, freelancer ou até novos hábitos que você tenha adquirido, visando melhorar seu perfil profissional e pessoal.

7. “Como você lida com a pressão/ críticas no trabalho?”

Não basta responder: “sei trabalhar sob pressão” ou “aprendo com as críticas”, você deve mostrar em que situações você trabalhou sob pressão e o que fez para solucionar o problema. O mesmo vale para as críticas, conte como você assimilou as críticas e o que fez para melhorar.

8. “Qual sua pretensão salarial?”

Pesquise a média salarial do cargo e leve em conta o seu tempo de experiência. Afinal, colocar um salário abaixo do mercado, desvaloriza seu trabalho e colocar muita acima demonstra que você está desinformado quanto a realidade dos profissionais da sua área. Na hora da entrevista, também é bom deixar claro que você está aberto à negociações e levará em conta outros benefícios oferecidos pela empresa.

Vale ressaltar que as dicas acima são apenas para que você encontre a melhor forma de expressar porque você deve ser contratado. Outras perguntas poderão ser feitas, variando de acordo com o cargo e a empresa. O importante é ser franco e objetivo, focando em suas qualificações e experiências.

Gostou das dicas? Compartilhe!

Procurando oportunidades? Acesse o RIOVAGAS

Responder