Primeiro emprego: 5 Dicas para elaborar seu currículo

Em busca do primeiro emprego? Confira dicas do que colocar no currículo

Procurar emprego não é uma tarefa das mais fáceis, ainda mais para quem não possui experiência. Se você já fez alguns estágio ou participou do Programa Jovem Aprendiz, estas experiências devem aparecer, é claro. Mas, o que colocar no currículo, para de destacar e ser chamado para entrevistas, quando não se tem nenhum tipo de experiência profissional? As dicas abaixo vão ajudar você:

1. Faça uma autoanálise 

Antes de qualquer coisas, imagine um possível empregador lhe fazendo esta pergunta: “se eu fosse abrir uma empresa hoje e te convidasse para fazer parte da minha equipe, como você poderia me ajudar?”. Pense em quais são as suas habilidades e o que você gosta de fazer. A resposta dessa questão será fundamental para a elaboração do seu primeiro currículo.

2. Pesquise as oportunidades disponíveis

Visite sites de emprego, como o RIOVAGAS, e pesquise algumas habilidades que você possui, como por exemplo conhecimento em informática. Leia os anúncios de vagas e verifique para que cargos são e se você possui alguns ou todos os requisitos mínimos. Isso vai ajudar você a definir para quais vagas você pode se candidatar.

3. Faça seu currículo

O formato seguirá a estrutura básica de um currículo com experiência, com dados pessoais e objetivo. A única diferença é que, no seu caso, você terá que dar mais destaque em suas habilidades, conhecimentos acadêmicos e perfil pessoal. Confira algumas sugestões do que você pode mostrar no seu primeiro currículo:

  • Você se destacou em alguma matéria na escola ou faculdade?

    Se você se saiu muito bem em algum assunto, pode relatar esse feito no currículo. A dica é válida se você estiver se candidatando a uma vaga relacionada a essa matéria. De forma objetiva, evitando adjetivos, você pode mostrar que tem habilidades e se interessa pelo assunto.

  • Você cursou disciplinas optativas que podem ser relevantes para a vaga que está disputando?

    Se você cursou alguma disciplina que não estava diretamente ligada ao seu curso, mas pode ser relevante para o cargo, esta é a hora de falar sobre ela.

  • Você participou de atividades extras?

    Se você participou de alguma atividade extra, como voluntariado, projetos especiais, teatro, equipe de esportes, monitorias ou grupos de estudos e debates, vale a pena incluir no currículo para primeiro emprego. Essas atividades indicam que você pode ter desenvolvido algumas competências, como trabalho em equipe e liderança, por exemplo.

  • Você trabalhou em empresa júnior ou no centro acadêmico?

    Essas informações são extremamente relevantes porque demonstram que você é proativo e já desenvolveu alguma experiência semelhante a um emprego formal, que exige responsabilidade e disciplina. Destaque essas informações sobre empresa júnior, por exemplo, descrevendo quais foram suas atividades, por quanto tempo você realizou o trabalho e o que aprendeu com ele. Mas, lembre-se, seja conciso.

  • Quais são os seus hobbies?

    O que você faz fora da escola ou faculdade mostra muito do tipo de pessoa que você é e das habilidades que tem. Se você tem algum hobbie que se relaciona com a vaga, como escrever, fotografar, desenhar ou editar vídeos e fotos, por exemplo, isso também pode ser incluído em seu currículo de primeiro emprego.

  • Você ganhou prêmios ou teve alguma conquista especial?

    Muitas escolas dão prêmios para uma variedade de realizações diferentes, como a excelência em um assunto específico, atividades extracurriculares etc. Inclua informações sobre prêmios desse tipo, se você tiver algum, detalhando o que você ganhou e o que fez para ser premiado.

  • Você aprendeu outra língua

Idiomas são muito valorizados em muitos cargos. Então, se você aprendeu alguma língua estrangeira, não esqueça de colocar essa informação no currículo. Mas, atenção: diga a verdade sobre seu nível; se for intermediário ou básico, não minta dizendo que é fluente. Você não vai querer passar vergonha caso seja testado na entrevista (e normalmente é).

4. Não “enrole”

Mesmo com as dicas acima, ainda está faltando conteúdo para o seu primeiro currículo? Não adianta mentir sobre cursos ou habilidades. Em vez disso, invista tempo participando de palestras e cursos relacionados à área que você almeja trabalhar. Na internet, você também pode encontrar cursos gratuitos que podem deixar seu currículo bem mais atraente.

5. Não desista!

Vamos ser realistas: quanto menor o número de requisitos para a posição, maior a quantidade de candidatos concorrendo com você. Por isso, não se abale caso você demore a ser selecionado. Tenha calma, continue aprimorando sua educação e não desista da busca.

 

Responder