Clima organizacional: o que é, importância e como melhorar

Clima organizacional

Você sabe o que é clima organizacional? Saiba que esse conceito é extremamente importante para tornar o convívio no ambiente de trabalho mais equilibrado, eficiente e produtivo. Leia o artigo e confira sua definição, importância e como desenvolver essa prática entre colegas e lideranças.

 

O que é clima organizacional

Clima organizacional é uma expressão que define o indicador de satisfação da equipe de trabalho em relação aos diferentes aspectos da cultura da empresa onde atuam. É a maneira como os colaboradores percebem o meio profissional onde estão inseridos, como enxergam sua valorização, relacionamento com colegas e chefias, grau de estresse, possibilidade de crescimento, e outros fatores.

Segundo o RH Portal, “a definição mais usada de clima organizacional é a de um conjunto de propriedades mensuráveis do ambiente de trabalho percebido, direta ou indiretamente, pelos indivíduos que vivem e trabalham neste ambiente e que influencia a motivação e o comportamento dessas pessoas”. 

É importante ressaltar que o clima de uma empresa pode variar de acordo com o setor e área de atuação. Departamentos que trabalham com criatividade, como design, redação e publicidade, podem apresentar um ambiente mais descontraído, ao passo que departamentos administrativos, financeiros e de contabilidade podem ser mais sérios e engessados. Isso não é uma regra, no entanto.

 

Profissionais buscam por “felicidade no trabalho”

A felicidade no trabalho tem sido uma busca constante por parte de quem procura uma colocação ou quem já encontra-se no mercado de trabalho. 

Para a área de Recursos Humanos essa questão é bastante significativa, já que os custos de contratação e demissão de funcionários é alta. Reter pessoal qualificado nas empresas é um desafio em pauta atualmente. Mas no que consiste esse conceito?

A felicidade no ambiente profissional leva em consideração o quanto o funcionário está satisfeito com a sua profissão, cargo, convivência entre equipe e motivação, por exemplo. Assemelha-se muito à definição de clima organizacional, percebem?

E não é por acaso. Enquanto a felicidade no trabalho é a sensação de satisfação com a atividade exercida em uma empresa (ou trabalho autônomo), o clima organizacional é a “ferramenta” que pode medir essa sensação. 

Enquanto o “clima” é o conjunto de fatores que levam uma organização a proporcionar bem-estar e bom convívio entre colaboradores e suas lideranças, o nível de “felicidade” é a resposta desses colaboradores ao esforço e práticas que uma empresa faz para mantê-los satisfeitos e integrando a equipe. 

 

Importância do clima organizacional

Um ambiente de trabalho onde as pessoas não se dão bem, não possuem espaço para dar idéias e argumentar, não sentem a valorização de seus esforços, não conseguem vislumbrar crescimento, por exemplo, está sujeito a ser um local onde profissionais entram e saem constantemente, gerando improdutividade, custos altos de contratação/demissão e falta de andamento de projetos.

O clima organizacional positivo proporciona benefícios para ambos os lados: equipe e empresa. Uma organização onde seus funcionários sabem do seu valor, ganham salários justos, possuem bom relacionamento com colegas e chefias, sentem que podem expor idéias, proporciona bem-estar, satisfação, motivação e a felicidade no trabalho. 

Isso transforma colaboradores em pessoas engajadas a fazer aquela empresa crescer e funcionar corretamente. Afinal, pessoas não são máquinas, ou seja, são totalmente movidas por incentivo e sentimento de pertencimento.

Segundo afirma a gerente de recrutamento Carolina Cabral, em matéria para a Folha de S. Paulo, “apesar da remuneração continuar sendo um fator importante de motivação, os trabalhadores têm dado valor cada vez mais a outros aspectos do trabalho, como qualidade de vida, possibilidade de desenvolvimento e afinidade com os valores da empresa”.

 

Como mensurar e melhorar o ambiente de trabalho

O clima organizacional deve ser encarado como mutável, já que depende diretamente de pessoas, que mudam a forma como enxergam as coisas e suas metas profissionais de forma constante. Em suma, o que faz um profissional feliz hoje pode não o ser mais a frente. Para que a empresa mantenha sempre um bom nível de satisfação entre colaboradores, é importante que realize periodicamente a mensuração do ambiente de trabalho.

Essa medição pode ser feita através de pesquisas de satisfação, que podem levar em consideração os seguintes indicadores, de acordo com o site Egestor

 

1. Estrutura

Avalia de que forma o funcionário entende as regras e procedimentos da organização em que atua. Se esses fatores fazem sentido para ele.

2. Responsabilidade

Verifica o quanto o colaborador sente-se com espaço para decidir de forma autônoma sobre as suas funções na empresa. 

3. Desafio

Identifica os riscos que o funcionário está exposto ao tomar decisões referentes as suas atividades na corporação.

4. Recompensa

A forma como o profissional enxerga a recompensa e valorização que ele recebe dos seus líderes e da empresa em relação às atividades exercidas com êxito.

5. Relacionamento

É um dos fatores mais importantes para um bom clima organizacional. Ele define como anda a convivência entre os colegas de equipe e seus chefes.

6. Proatividade

É o fator de reciprocidade e cooperação entre os companheiros de trabalho. A forma como uns ajudam os outros em resoluções de problemas, favores e atividades cotidianas da empresa.

7. Conflito

Fator que verifica como a organização gere situações de crise, conflito e problemas em geral.

8. Identidade

Mostra se os objetivos profissionais dos funcionários estão alinhados com a empresa em que trabalham. Quando esse fator está equilibrado, o andamento das atividades flui melhor e a retenção de talentos qualificados para suas funções por parte do RH têm índices mais favoráveis.

9. Padrão

Avalia o nível de percepção por parte dos colaboradores em relação à exigência da empresa. Leva em consideração fatores como processos e normas praticadas.

 

Como podemos ver, a importância da manutenção de um bom clima organizacional dentro das empresas é fator que deve ser levado em consideração pelos profissionais responsáveis pela gestão de pessoas e pelos líderes de equipes das organizações. 

Em um momento onde o mercado de trabalho tenta acompanhar a geração dos profissionais “millennials” – termo em inglês que denomina os nascidos entre as décadas de 1980 e 1990, que buscam um novo modelo de trabalho e valorizam a felicidade e qualidade de vida como requisitos básicos para aceitar oportunidades e se manter no emprego – é primordial que funcionários e empresas trabalhem em conjunto para tornar o ambiente profissional saudável e motivador.

 

Fonte: Redação RioVagas

 

Gostou desse artigo? Então você pode gostar desse também 8 passos infalíveis para você ser feliz no trabalho