6 passos para aumentar a diversidade nas empresas

diversidade nas empresas

Diversidade e inclusão são frequentemente mencionadas na mesma frase, porque uma empresa inclusiva não pode existir sem uma força de trabalho diversificada e vice-versa.

Além disso, é preciso um esforço abrangente e investimento contínuo ao longo de anos para atrair, contratar, desenvolver e reter uma força de trabalho diversificada ao construir uma cultura inclusiva.

A seguir, confira 6 dicas para construir ou fortalecer as políticas de inclusão na sua empresa. 

 

Como aumentar a diversidade nas empresas

Confira a seguir 6 passos que vão ajudar a aumentar a inclusão nas empresas:

 

1 – É importante ter apoio da liderança

O CEO e outros líderes da empresa devem ser os porta-vozes da diversidade. O apoio da liderança é necessário para garantir que os esforços recebam a devida atenção, financiamento e monitoramento. 

A gestão também se torna responsável por exibir comportamentos inclusivos, gerenciando seus próprios preconceitos e apoiando o trabalho dos funcionários.

 

2 – Defina programas com foco no tema

Os melhores programas de diversidade estão vinculados à estratégia de negócios de uma empresa. Devem estar alinhados aos seus valores e perseguir metas atingíveis. 

Para isso, é necessário realizar um bom planejamento e trabalho em equipe para analisar a situação atual, definir uma meta para o programa e depois criar etapas de ação e dividi-las entre as pessoas envolvidas.

 

3 – Tenha um defensor da diversidade

Algumas empresas têm um cargo específico para cuidar das políticas de diversidade e inclusão, ou um outro funcionário que, entre outras tarefas, atua como promotor do assunto. 

É importante que essa pessoa tenha experiência e um profundo interesse em ampliar o sucesso da organização por meio da promoção de uma força de trabalho diversificada e inclusiva. Além disso, deve ser hábil em construir relacionamentos e em monitorar metas.

 

4 – Crie referências e análises internas

A análise de diversidade deve incluir a coleta de dados sobre os funcionários e a comparação com o mercado local. Faça uma análise sobre a diversidade entre a população geral de funcionários da sua empresa e, em seguida, analise todas as etapas do ciclo de vida do colaborador.

Isso inclui verificar candidatos em processos seletivos, níveis hierárquicos, avaliações de desempenho, promoções, remuneração e rotatividade. O exame das medidas de diversidade por departamento e nível hierárquico ajudará a identificar as áreas em que você deve investir em treinamento ou recrutamento.

 

5 – Seja transparente

Sabemos que o gerenciamento e análise das informações é uma atividade que pode ser exaustiva, então considere pedir auxílio para um consultoria, se necessário. 

Compartilhe os dados e metas de sua empresa internamente, para que todos saibam onde estão e aonde pretendem chegar. Os líderes são guiados por números, por isso, ter métricas vai contribuir bastante para garantir o sucesso do seu programa de diversidade e inclusão.

 

6 – Expanda seu pool de contratação

Concentre esforços em contratações mais diversificadas. Poste vagas em grupos de trabalho orientados para a diversidade, faça parcerias com organizações relacionadas e se conecte com grupos orientados para a diversidade nas universidades, por exemplo.

 

Inclusão é uma meta em constante evolução

Melhorar a representação de diversos grupos dentro de uma empresa é um trabalho de longo prazo e pode levar muitos anos para começar a dar frutos. Líderes, gerentes e funcionários devem ser pacientes e persistentes à medida que buscam criar uma organização mais diversificada e inclusiva

Comprometa-se com a jornada e se inspire nos exemplos de outras empresas que colheram as recompensas de tornar a diversidade e a inclusão parte de seu DNA.

 

Fonte: Glassdor (por Rebecca Guimarães)

 

Gostou desse artigo? Então você pode gostar desse também Benefícios de contratar estagiários com mais de 60 anos