Golpe no WhatsApp: mensagem promete liberar saque FGTS

Golpe no WhatsApp

Golpe no WhatsApp envia mensagem para usuários do aplicativo com promessa de liberar R$ 1.900,00 de contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O objetivo da ação ilegal é encaminhar o usuário a se cadastrar em serviços de SMS pago e enviar cobranças indevidas.

Mesmo sem nenhuma fundamentação legal, os golpistas dizem que quem trabalhou no regime CLT entre 1998 e 2018 tem direito ao benefício. Para não cair na armadilha, o usuário precisa ficar atento para não clicar em qualquer mensagem que recebe.

Continue lendo e saiba mais sobre o golpe!

Golpe no WhatsApp: como funciona a ação criminosa

O golpe foi identificado pelo laboratório de segurança da PSafe, empresa especializada no desenvolvimento de aplicativos de segurança digital para o sistema operacional Android.

Quando o usuário recebe a mensagem, ele é induzido a responder perguntas como “Você está registrado atualmente?” e “É maior de 18 anos?”. Mas, independentemente das respostas, uma nova página é aberta e confirma o direito de receber o dinheiro.

Para isso, é preciso que o usuário compartilhe a página com amigos antes de mostrar uma lista com nomes de beneficiários. Dessa forma, o cibercriminoso consegue disseminar com maior velocidade o seu golpe, atingindo um maior número de vítimas.

Para dar mais realismo ao ataque, os hackers criam comentários de falsos usuários elogiando a promoção, como: “acabei de sacar o meu”, “deu certo comigo!” e “meu nome está na lista, vou sacar”.

Mais de 70 mil usuários do aplicativo Dfndr Security foram impedidos de acessar a nova armadilha, que está no ar há poucos dias. De acordo com Emílio Simoni, diretor do Dfndr Lab, o objetivo desse golpe é encaminhar o usuário a se cadastrar em serviços de SMS pago.

“A partir do momento em que esse cadastro ocorre, a vítima fica vulnerável a cobranças indevidas”, diz. “É importante que o usuário crie o hábito de se certificar se as páginas de promoção e de Facebook realmente pertencem às marcas mencionadas”, afirma Simoni.

Caixa não envia mensagens por WhatsApp para usuários do banco

Por meio de nota à VEJA, a instituição esclarece que não envia mensagens sobre saques das contas vinculadas ao FGTS. “A Caixa envia extrato bimestral da conta ativa por correspondência eletrônica e para a residência do trabalhador que realizou essa opção”, diz.

O banco também informa que disponibiliza orientações de segurança em seu portal da internet e em suas agências com o objetivo de alertar seus clientes quanto a golpes, seja por e-mails spam, Whatsapp, sites falsos ou por telefone.

Em caso de dúvidas, o trabalhador pode ligar para 0800-726-0207 ou acessar o site.