Incivilidade no trabalho: entenda o que é e como se proteger

Veja como se preservar de grosserias e insultos no ambiente de trabalho

Grosserias, insultos, “brincadeiras” inadequadas são situações comuns no seu ambiente de trabalho? Incivilidade no trabalho, ou workplace incivility, em inglês, resume um local em que ocorrem grosserias, gritos, insultos e comentários depreciativos. Embora o termo ainda não seja muito utilizado no Brasil, a situação é antiga e, infelizmente, conhecida de muitos profissionais.

Por aqui, é comum que esse tipo de comportamento seja classificado como “assédio moral”. Contudo, o assédio moral ocorre somente entre superior e subordinado. A incivilidade, por outro lado, pode ocorrer entre pessoas do mesmo nível, com funcionários, fornecedores, ou mesmo clientes.

O que é incivilidade no trabalho

A incivilidade pode ser resumida como cordialidade de um indivíduo com outro, principalmente em situações que geram frustrações, raivas e outras emoções negativas. É uma forma de assédio psicológico e agressão emocional que viola a norma social de respeito mútuo, independentemente da agressão ter sido feita de forma intencional ou não.

Efeitos da incivilidade no ambiente corporativo

Um ambiente de trabalho em que gritos e insultos são corriqueiros, é um ambiente em que os profissionais estão mais propensos a desenvolverem estresse e outros problemas psicológicos, como a síndrome do pânico.

Além de funcionários desmotivados, a empresa também corre o risco de sofrer outros prejuízos. Se um cliente presenciar uma das cenas mencionadas acima, pode associar à marca da companhia a esse tipo de comportamento e evitar comprar seus produtos.

Como lidar com a incivilidade no trabalho

Se você está passando por uma situação desse tipo, sendo hostilizado ou humilhado no ambiente de trabalho, confira essas dicas ara se proteger:

1. Não repita o comportamento do agressor

É muito difícil manter a calma quando alguém lhe ofende, mas é importante não repetir a mesma incivilidade do agressor. Tente responder de maneira firme, porém o mais comedido e educado possível. Dessa forma, você demonstra que não teme esses ataques e nem é afetado por eles.

2. Converse com o RH

Se a pessoa (ou pessoas) continuar o tratamento inadequado, vale a pena comunicar essas atitudes ao RH ou ao chefe dela. Deixe claro que você não aceita ser tratado deste modo.

3. Considere a possibilidade de procurar outro emprego

Ficar sem emprego não é o pior que pode acontecer com você. “O pior seria ficar sem saúde e, principalmente, sem sua paz de espírito.”